Ainda faxinando as últimas novidades…

Rumo ao recorde, uma carreira segue…

Enfim a situação de Rubens Barrichello para 2008 vai se esclarecendo e o resultado (que era óbvio, mas os azedos resolveram secar) é a renovação de contrato com a Honda. Os tais setores especializados da mídia brasileira, que tanto previram feito Mãe Diná a aposentadoria e vinda para a Stock do brasileiro, agora divulgam notinhas habilmente disfarçadas de otimismo sobre o novo contrato.

Rubens BarrichelloUm fato está garantido, porém. Rubinho vai superar o recorde de participações na categoria máxima do automobilismo na oitava corrida da próxima temporada. Havia alguma especulação de que ele poderia desembarcar por dois anos na Williams, mas sempre muito remotas e o mais usual se confirmou, com Barrichello apostando no projeto de longo prazo e nas capacidades financeiras da Honda.

Não foram divulgados ou especulados os números do contrato ainda, mas as cifras devem ter crescido para recompensar o belo trabalho do piloto na temporada atual para erguer o time. Essa semana, aliás, o brasileiro deve testar o prometido carro B da Honda em Jerez, é torcer para dar certo e a Honda deixar a rabeira do grid definitivamente.

Silenciosamente, uma carreira termina…

Depois dos testes da GP2 em Paul Ricard foi confirmado o fim do contrato de Antônio Pizzonia com a FMS Petrol Ofisi. O brasileiro nem apareceu para comentar a situação e, aparentemente, abandona o automobilismo internacional de forma apagada e melancólica.

PizzoniaUm prodígio em suas primeiras experiências com monopostos, o que o levou a conquistas imponentes nas fórmulas iniciais européias. A promessa de vitórias, no entando, foi se extinguindo em sua chegada à Fórmula 3000. Mesmo assim conseguiu sua portinha para a Fórmula 1 com a equipe Jaguar e, dispondo da estrutura de uma equipe média, tudo levava a crer em um sucesso relativo…

Caiu como uma jaca podre no chão… Criou teorias conspiratórias dentro de sua equipe, reclamou de tudo ao não conseguir superar seu companheiro de equipe Mark Webber e acabou fechando portas importantes. Ainda se salvou com um contrato de testes com a Williams, graças à parceria do time inglês com a Petrobrás.

Continuou chiando, criticando pilotos da equipe e sempre se anunciando como a melhor opção. Teve a chance em três corridas, substituindo Ralf Schumacher, e não fez nada demais, conquistando uns pontinhos mirrados aqui e ali. Fechava-se mais uma porta…

Foi andar na Champcars, sendo o único piloto pago numa equipe pequena e com poucos patrocinadores. Voltou a chiar e logo logo era substituído pelo malaio Alex Yoong, que por sinal conquistou resultados muito melhores para a Dayle Coine… Enfim, faltou a mão mais leve, o pé mais pesado e sobrou muita boca grande…

 

Anúncios

~ por Bernardo Bercht em junho 21, 2007.

Uma resposta to “Ainda faxinando as últimas novidades…”

  1. Pizzonia é um grande fracassado, mas esse do Yoong eu não sabia. Do Yoong? Pior que o Yoong? Puxa, que cara ruim!
    E a renovação do Barrichello estava dentro do esperado, resta saber se a equipe vai acertar a mão ou se o Barrica vai terminar a carreira bem, como merecido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: