No Vácuo – Treinos Livres de Montreal

Alonso em MontrealEu nem vou dizer “eu disse”… hahaha! Como tinha imaginado, a evolução da McLaren não foi um evento à parte do Grande Prêmio de Mônaco. Mais organizados, os ingleses conseguiram seu pulo do gato e agora, no mínimo, possuem um ritmo igual ao dos rivais italianos e daí um fator volta a contar: a dupla de pilotos.

Para essa temporada, a McLaren teve de se adaptar a uma mudança completa de pilotos, de filosofia de acerto de carros e mais dramaticamente, de pneus. É notável o modo como Ron Dennis conseguiu administrar as diversas mudanças de sua equipe e ainda assim apresentar um nível de evolução superior ao da Ferrari.

Enquanto isso, a saída de Schumacher e Brawn parece ter atrapalhado um pouco o ritmo de trabalho da Scuderia. Cada vez mais parece faltar um piloto que dê um foco para os trabalhos. Massa que já está há tempos na Scuderia nunca teve o perfil para isso e Raikkonen se mostra cada vez mais fora de órbita.

Tenho de admitir que minha previsão de vitória para o finlandês perdeu sustentação depois dos treinos de hoje… Agora começo a vislumbrar um domínio de Alonso no final de semana. Além do mais, Raikkonen executou todos os erros do seu manual novamente, e ainda terminou o dia com um tempo pior que o do seu companheiro. Uma temporada de horror, só afogando as mágoas na cachaça mesmo…

Barrichello e seu capacete térmicoAlém da surpresa da McLaren na pista “da Ferrari”, o gigantesco “bloco B” da F1 também trouxe mudanças interessantes… Depois das duas gigantes temos Nick Heidfeld no seu camarote habitual com a BMW, mas a partir daí as posições ficaram bem embaralhadas! Nico Rosberg mostrou o potencial prometido pela Williams com o sexto posto e Rubens Barrichello levou a Honda ao (antes impensável) sétimo lugar.

Fisichella completou os oito primeiros com sua Renault. Essa, aliás não se encontrou apesar do que prometia, Kovalainen foi pior ainda, amargando o fim da tabela nas duas sessões.

Reflexo de Anthony DavidsonMark Webber foi o mais rápido da Red Bull e conseguiu o nono posto, seguido pelo inesgotável Takuma Sato e sua Super Aguri “matadora de gigantes”. Os japinhas parecem não perder o folego apesar do carro velhinho, dividiram novamente as duas Honda na tabela, já que Button foi o 13º…

A Toro Rosso conseguiu ganhar umas asinhas para escalar o grid, mas não parece ser por méritos da equipe. Além dos problemas de Kovalainen, a Toyota amargou duas quebras de suspensão no carro de Jarno Trulli, o que também diminuiu o tempo de pista do seu companheiro Ralf Schumacher, por motivos de segurança. 18º e 19º foi terrível para as pretensões da montadora japonesa. Ficaram apenas à frente das Spykers!!

Ah! finalmente Christian Alberts conseguiu ser mais rápido (um pouquinho) do que o torpedo Adrian Sutil em uma sessão oficial nessa temporada…

Anúncios

~ por Bernardo Bercht em junho 8, 2007.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: