Soluções para o mundinho do Rubinho

Será que veremos uma reedição dessa parceria?

Barrichello e Brawn

É claro que não há tempo de transformar as coisas até a prova do Bahrain, que acontece nesse final de semana, mas também é óbvio que a Honda não vai se contentar em continuar com o “desastre ecológico” que tem apresentado. O fato é que o substituto de Geoff Willys na posição de diretor técnico, Shuhei Nakamoto, não entende bulhufas de aerodinâmica, sendo um especialista em motores.

Nessas circunstâncias, ao invés de ter uma liderança pontual no desenvolvimento do carro desse ano, a parte aerodinâmica do projeto ficou a cargo de uma equipe dividida entre engenheiros ingleses e japoneses. Não há dúvida de que o RA107 é uma massaroca fruto de um conflito de idéias.

Mesmo assim, o modelo não é uma sucata completa. Barrichello mostrou um bom ritmo de corrida (que era o fraco do projeto de Geoff Willys) e revelou que a parte mecânica (controle de tração, freios e suspensões) é muito melhor do que a do ano passado. É sobre essa fundação que a Honda deve elaborar um novo modelo para ser estreado no Canadá, daí sim com aerodinâmica totalmente revisada e não só uma nova peça, como a asa dianteira da Malásia.

A principal novidade, no entanto, poderá ser a contratação de Ross Brawn, provavelmente no cargo de Nakamoto, que voltaria aos motores. Já existia o boato de que a Honda tentava contratar o engenheiro inglês no ano passado, mas Brawn resolveu tirar um período de férias sem estabelecer compromisso com nenhuma equipe.

Seria uma grande melhoria nos quadros do time, já que o velho Ross já demonstrou suas qualidades chefiando departamentos na Bennetton e na Ferrari, com muitos títulos mundiais no currículo. O curioso será a parceria reeditada de Rubens Barrichello com o inglês, que foi amaldiçoada por muitos brasileiros na época em que ambos trabalharam na Ferrari por escolhas estratégicas “esquisitas” para o carro do brasileiro.

Anúncios

~ por Bernardo Bercht em abril 11, 2007.

Uma resposta to “Soluções para o mundinho do Rubinho”

  1. Bem, eu torço para o Brawn voltar para a Ferrari.
    E mesmo se ele optar pela Honda, será que Rubinho não vai ter se aposentado???
    Ah, e sobre as tais “estratégias esquisitas”, parece que Ross não tem vínculo nenhum com Barrichello. Nunca deu a mínima para ele, sempre têve olhos apenas para o Schumacher. Nem sei como vai ser a relação desses dois se vierem a trabalhar na mesma equipe novamente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: