Gente grande e barulhenta

Audi R10 vs Peugeot 908 

Ainda tratando de endurance… 

         A American Le-mans Series promete uma briga duríssima para essa temporada. Além da vontade de equipes menores como a Penske/Porsche de desbancar o protótipo diesel da Audi, a francesa Peugeot anunciou na metade do ano passado o seu projeto para br com a fábrica alemã pelo predomínio entre as alternativas de combustível ao petróleo nas competições.

        No papel as duas máquinas se equivalem, mas o Audi R10 já é comprovadamente um vencedor, enquanto que a Peugeot fez apenas um teste no circuito de Paul Ricard com o 908, mas confirmou que irá participar de todo o campeonato e disputará a prova principal, as 24 Horas de Le-mans, com três modelos.

 Peugeot 908 – Aquecendo os pneus

         Lançado em 15 de junho do ano passado, o protótipo da marca francesa conta com uma capota rígida fechada, escolhida para se adaptar mais facilmente às novas regras da American Le Mans Series, que obrigará que todos os modelos da categoria principal usem cockpit fechado, a partir de 2010.

         Essa característica dá uma vantagem para o modelo da Peugeot, pois a capota fechada permite uma maior rigidez ao chassis e um menor peso final, já que são desnecessários reforços devido à maior flexibilidade de uma carroceria aberta. Seu peso real é de 925kg, 10kg a menos que o mínimo da categoria, permitindo o uso de lastro para melhorar o equilíbrio do carro, de acordo com as características da pista.

         O 908 é empurrado por um motor diesel de 5.5 litros, com 12 cilindros dispostos num ângulo de 100º. Essa configuração mais aberta também foi pensada para permitir um centro de gravidade baixo, melhorando a agilidade nas mudanças de trajetória e o equilíbrio. No entanto, vale lembrar que a Renault tentou usar angulos semelhantes na F1 e sofreu com problemas de durabilidade, ponto chave em provas como as 24 Horas. O propulsor francês produz cerca de 700cv e 885/ft de torque (não me perguntem o que querem dizer as medidas de torque, ninguém sabe! Mas o Peugeot tem 10% a mais disso que o R10).

         Os pilotos serão os franceses Stéphane Sarrazin (ex-piloto de testes na F1, pela equipe Prost) e Nicolas Minassian (campeão da F3000); o argentino Marc Gené (ex-piloto de testes da Ferrari) e Pedro Lamy (ex-piloto de F1, por Minardi e Lotus). Nas 24 Horas de Le Mans, Jacques Villeneuve (campeão de F1 em 1996) e Sebastien Bourdais (Tri-campeão da Champcars) se juntarão à esquadra francesa.

Audi R10 – Vencedor sob pressão

           Apesar de ter a qualidade (e viabilidade) comprovada pelas vitórias, o protótipo alemão não tem o direito de descansar nas glórias para manter seu domínio em 2007. Sendo um carro de cockpit aberto, o Audi precisa de um reforço maior na estrutura do chassis, o que faz com que tenha um peso bem maior do que o normal na categoria. Com 935kg, está no limite do regulamento, diminuindo a possibilidade de usar lastro no acerto do protótipo.

           Além disso, seu motor, também um V12 de 5,5 litros, possui “apenas” 650cv de potência, e um torque inferior ao declarado pela montadora francesa para o 908. Tradicional, seus cilindros são disposto em 90º, uma garantia de confiabilidade, mas sem muita ousadia para melhorar o comportamento do modelo na pista.

           Os pilotos são o trio multi-campeão de endurance, Frank Biela (alemão), Rinaldo Capello (italiano) e Tom Kristensen (dinamarquês); além de Allan McNish (escocês, ex-piloto de F1), Emanuele Pirro (italiano, ex-piloto de F1) e Marco Werner (alemão).

Conclusão?

             A briga deverá ser bastante acirrada, com muita grana sendo gasta em ambos os projetos. O diesel parece ser uma nova vertente de desenvolvimento para as montadoras, com todas as discussões sobre a necessidade de novas fontes energéticas. Além disso, o investimento nos motores de competição mais tradicionais, à gasolina, ultimamente vinha sendo apenas em times menores, sem suporte oficial de fábricas, denotando uma tendência de pouco interesse numa tecnologia já dominada pelas montadoras.

             Então é isso… Eles podem ter o som de aspiradores de pó turbinados, com seus motores não passando de 5000 rotações por minutos, mas esses caminhões das pistas são o futuro das corridas de endurance, melhor ficar de olho! 

Teste do Peugeot 908 em Paul Ricard:

Apresentação oficial do Audi R10, em 2006:

Anúncios

~ por Bernardo Bercht em abril 1, 2007.

Uma resposta to “Gente grande e barulhenta”

  1. que blogui di mininu esse teu hehehehehehe
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: